Os espinhos de um sonho

Hoje sonhei com sua faceseus olhos fechados diante dos meusno êxtase do beijo mais esperado da vida não haveria tempo que eu não esperassesabendo que estava nos desígnios de Deusa sua chegada e a sua eterna estadia é como se meu passado me preparassepara enxergar a beleza dos traços seuse para realizar toda sua desejadaContinuar lendo “Os espinhos de um sonho”

A alma de um poeta

Temendo ser pretensioso, escrevo esse texto. É temendo descobrir a qualquer tempo uma ilusão em meu ser. Descobrir uma limitação que me impedia de ver minha limitação. Temendo estar errado em tudo o que fiz, que faço e que planejei fazer. Em ter um erro colossal na constituição da minha mente. Em ser mais umContinuar lendo “A alma de um poeta”