Sobre viver com o coração nas mãos

Poucas coisas nos são muito valiosas. Poucas coisas compõem quem somos. Poucas coisas estão vivas e pulsantes em nosso coração neste momento. Poucas são as coisas que nos motivam a viver. Poucas são as respostas essenciais que justificam essa vida que escolhemos viver, e o caminho que escolhemos seguir. Nas idas e vindas pelas quaisContinuar lendo “Sobre viver com o coração nas mãos”

Como você ama?

Comecei este texto dando-lhe o título “Como ter a pessoa amada em uma semana?”, para expressar de imediato a ideia do que pretendia escrever, ainda que quisesse me referir à uma outra coisa, uma que estamos acostumados a ver, ou mesmo a viver: o fato de ao gostarmos, de estarmos apaixonados por alguém, chamar esteContinuar lendo “Como você ama?”

A alma de um poeta

Temendo ser pretensioso, escrevo esse texto. É temendo descobrir a qualquer tempo uma ilusão em meu ser. Descobrir uma limitação que me impedia de ver minha limitação. Temendo estar errado em tudo o que fiz, que faço e que planejei fazer. Em ter um erro colossal na constituição da minha mente. Em ser mais umContinuar lendo “A alma de um poeta”